19 de abril de 2024

Mel Lisboa elogia Tiradentes, a Mostra de Cinema e fala de seu filme

Mel Lisboa elogia Tiradentes

Ela é protagonista do longa “Foram os sussurros que me mataram”.

Mel Lisboa é Ingrid Savoy, uma atriz consagrada que está confinada em um hotel para participar de um reality show, em “Foram os sussurros que me mataram”, filme exibido no final da tarde desta segunda-feira, 22 de janeiro, no Cine Tenda, na 27ª Mostra de Cinema de Tiradentes. O título instigante da obra, além de contar a história citada nas linhas de cima, extrai o máximo de cada ator, cujas cenas te farão sentir no mesmo ambiente da protagonista vivida por Mel. Uma obra potente, experimental e muito, muito próxima do teatro.

Nesta manhã de terça-feira, 23, Mel Lisboa, o diretor Arthur Tuoto, a diretora de Arte, Ana Bona, e o produtor Antônio Gonçalves Júnior, entre outros da equipe do longa, participaram de uma coletiva de imprensa para falar sobre “Foram os sussurros que me mataram”, cuja pré-estreia aconteceu ontem, às 18h, durante a 27ª Mostra de Cinema de Tiradentes. A estréia nos cinemas de todo o país será no próximo mês de abril. O filme impactou o público que lotou o Cine Tenda, por conta de diálogos monocórdios e por “trazer” o público para o confinamento em que está Ingrid Savoy, prestes a estrear um reality show.

Mel Lisboa conversou com exclusividade com o Viver Tiradentes e definiu o filme como “muito hermético” o que ajuda a fazer com que o espectador se sinta no mesmo ambiente que o ator está. Sobre sua carreira, ela a define como sendo “um pouco heterodoxa, em parte por escolha, outra por ocasião. Eu sou movida por aquilo que me instiga, que me desafia”, conta.

Ela que estourou para a fama logo em seu primeiro trabalho na TV como atriz, na minissérie Presença de Anita, de Manoel Carlos, diz que hoje ser reconhecida por esta personagem “faz parte da minha vida. Eu já tive momentos em que isto foi uma questão, mas hoje é diferente, eu enxergo de uma outra forma. Eu acho que fui abençoada, na verdade, né? Eu tive uma oportunidade que poucas pessoas tem. Foi um presente mesmo”, completa.

Primeira vez participando da Mostra de Cinema, Mel Lisboa é categórica ao falar da cidade de Tiradentes: “Ah, gente, é adorável esta cidade, né? E fazia anos que eu não vinha e ficava: ai gente quero voltar aqui de férias, quero curtir a cidade, ficar aqui uns dias… adoro. Adoro. Acho maravilhosa a cidade”, afirma entusiasmada. Sobre a Mostra de Cinema também estou amando; a dinâmica toda da Mostra, essa imersão, você estar aqui na cidade, encontrar as pessoas, assistir aos filmes, ir aos debates, participar, ver o que está sendo produzido hoje no Brasil é muito bom”, finaliza.