30 de maio de 2024

Tiradentes em Cena traz 25 espetáculos e muitas outras atrações

Evento chega à sua 11ª edição e traz como tema “Celebrações e Encontros”.

Com o tema “Celebrações e Encontros”, começa nesta quinta-feira, 2 de maio, a 11ª edição da Mostra de Artes Cênicas Tiradentes em Cena, cuja programação – intensa, diversificada e de alto nível – se estenderá até domingo, 5. Idealizado e coordenado por Aline Garcia, o evento surgiu há onze anos contando com artistas locais e de todo o país. Este ano, o Tiradentes em Cena vai homenagear as atrizes Christiane Torloni e Monah Delacy (filha e mãe), que vão se apresentar juntas no palco do Centro Cultural Yves Alves, às 15h de sábado, 4, um espetáculo que promete emocionar o público.

Ao todo serão 25 espetáculos teatrais e de dança, oito Cenas Encontro, seis atrações musicais, três atividades formativas, lançamentos de livros, exposições e cortejo com a Fanfarra Feminina Sagrada Profana – todas elas espalhadas pela cidade, além dos dois palcos montados na Praça da Rodoviária, que vão receber grande parte dos eventos. A abertura, na quinta-feira, 2, no Palco Cultural Vale, o grupo Maria Cutia, de Belo Horizonte, fará a abertura oficial da mostra encenando o musical “Auto da Compadecida”, dirigido por Gabriel Villela, a partir das 19h, com entrada gratuita, conforme revela Aline (foto ao lado).

Alguns dos destaques desta edição do Tiradentes em Cena são o lançamento do livro “Oficcina Multimédia – 45 anos”, de Ione Medeiros, pesquisadora conhecida por sua trajetória à frente do Grupo Oficcina Multimédia (GOM). Será no Instituto Rouanet, na quinta-feira, a partir das 16h. Logo depois ela participará de uma roda de conversa com Jonatha Horta Fortes, Henrique Torres Mourão e mediação de Maria Clara Ferrer.

No dia seguinte, sexta-feira, o teatro se destaca com duas peças. A estréia de “Diário de um órfão”, a partir das 19h, no Centro Cultural Yves Alves. O espetáculo é dirigido, assinado e atuado por Saulo Rocha e fala sobre os órfãos do Brasil, mesclando linguagens de teatro ritual e documental. Às 21h, Paulo Betti (foto ao lado) apresenta, no Palco Cultural Vale, a peça “Autobiografia autorizada”, que mergulha nos escritos do ator desde sua adolescência até os dias atuais, em uma narrativa guiada por uma série de personagens que são, na verdade, o próprio Paulo.

A programação do Tiradentes em Cena é extensa e é pautada, sobretudo, pelo encontro. “Porque um dos maiores legados que uma mostra pode proporcionar é o encontro. Estando aqui, com compartilhamento de experiência, uma diversidade enorme de programação, a gente consegue promover diversos tipos de encontros. A mostra une, cria conexões e junta pessoas”, acredita Aline. Apesar de ser parte da temática deste ano, esses encontros fazem parte de todas as edições, como a coordenadora lembra.

Fonte: Tribuna de Minas | Foto: Tiradentes em Cena e Helena Leão